Moda Mundo: duas dicas para quem ama moda

Moda Mundo

Meu fim de semana rendeu. Ganhei  no amigo secreto, da minha amiga de infância Lú, o livro Um Brinde a Isso, escrito por Rebecca Paley e que narra em forma de autobiografia a história de Betty Halbreich, que há quatro décadas atua como personal shopper na Bergdorf Goodman.

Um brinde a isso

Sua história de vida é instigante e narrada com detalhes que fazem o leitor viajar ao longo do livro. Betty foi casada com o bom-vivant Sonny Halbreich, com quem teve um casamento marcado por traições e emocionalmente distante. Depois que o casamento terminou, Betty foi chamada para trabalhar na Bergdorf como vendedora, onde demonstrou não saber lidar muito com dinheiro, mas ter um apuro enorme na hora de indicar peças às clientes. Ganhou o título de primeira personal shopper da loja de departamentos e é reconhecida há gerações.

A paixão de Betty pela moda começou ainda na infância, quando se divertia nos closets da mãe e da avó e quando sua maior diversão era fazer compras. Depois, durante o casamento, comprava para se distrair.

O livro conta a história de Betty em detalhes, desde a criação rígida em Chicago até seu trabalho atual, onde dá dicas preciosas a vendedoras, como oferecer primeiro os produtos mais comuns ao cliente e só no fim os mais ousados.

Atelier

Outra descoberta, essa feita pela minha amiga Gabi, que me indicou ontem no fim do dia, é a série Atelier, que é o primeiro dorama (forma que são chamadas as séries orientais) exibido pela Netflix brasileira.

A série mostra a história de Mayuko, uma estudante de moda apaixonada por tecidos, que vai trabalhar em um renomado ateliê de lingeries. Sim, a história lembra muito O Diabo Veste Prada 9desde a menina desleixada, que não sabe se vestir, até lições para quem acha moda fútil), mas tem um quê mais provocativo.

Mayuko, por exemplo, não entende por que modelos precisam sofrer tanto para ficarem magras, ou o motivo de uma grife investir milhões em testes de peças que vão para o lixo, ou então como o estilista abre mão do trabalho autoral para agradar ao cliente. Quase tudo é devidamente explicado no decorrer da história, mas nos faz questionar um pouco mais esse sistema que, por muitas vezes, parece tão disfuncional.

Z

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s