Moda Mundo: House of Bubbles e um novo jeito de ver a moda

Moda Mundo

Falar em sustentabilidade na moda brasileira ainda parece um horizonte muito distante. Pouco se fala em uma preocupação da indústria – com exceção de poucas marcas que voltam o foco ao assunto – e em uma diminuição do ritmo frenético de consumo (um mal global). Mas vez ou outra surgem projetos que parecem virar o foco para a questão. É o caso da House of Bubbles, que fica em Pinheiros, São Paulo.

House of Bubbles

Encabeçada por Nath, Dani e Ana, três consultoras de estilo, a ideia é criar uma roupateca. São peças variadas, masculinas e femininas, que tenham um design criativo, e que formem uma espécie de guarda-roupas coletivo desenvolvido com a curadoria do trio. O resultado da triagem ficará disponível para 50 sócios (inicialmente), que pagarão uma mensalidade e poderão “alugar” as peças por um tempo determinado.

Para entender: com R$ 100 você pode retirar uma peça. Pagando R$ 200 esse número cresce pra três. Já se investir R$ 300, são até seis peças. O tempo máximo para permanecer com a roupa é de 10 dias. Devolveu antes e quer retirar outra? Claro que pode! Quer uma por dia? Super possível.

As meninas estão montando o closet coletivo aos poucos, por isso, abrem as portas para as pessoas interessadas em se desfazer de peças entrarem em contato para entrar em um acordo bacana para ambas as partes.

A moda colaborativa é uma das maneiras de sairmos do lugar comum do mercado. Ao invés de gastar rios de dinheiro, por que não alugar (esqueça aquele aluguel da roupa de primeira comunhão, ou vestidos bizarros de festa) uma peça com assinatura, bem cuidada e com um carimbo de garantia de que está super in?

Se parar para analisar, os R$ 100 não custam tão caro levando em consideração que você pode retirar uma peça por dia, se quiser. O que você compraria por esse valor em uma loja de fast fashion? Pouca coisa. E dessa maneira ajuda tanto a diminuir a loucura do consumo, quanto criar uma consciência do quanto você gasta, muitas vezes com peças desnecessárias.

Z

Guide: saúde na porta de casa

GuideEm época de congelados, alimentos prontos e fast food, comer algo local e orgânico acaba sendo um luxo. Percebi isso nos Estados Unidos, onde a praticidade predomina e até mesmo legumes e saladas são vendidos preparados (e cheios de conservantes).

Por aqui, principalmente em cidades de interior, como Lajeado, ainda exite o costume de ir a feira. Percebo que tem muita gente que ainda tem esse hábito, que garante saúde, por sabermos de quem estamos comprando, e ainda movimenta a economia de maneira justa, pois compramos do pequeno produtor.

Mas parece ser ordem da modernidade não termos tempo para muita coisa. E essa ida a feira se torna contra-mão para muitos. Nesse post quero apresentar duas opções muito bacanas de empresas que levam a feira até sua casa. Quer saber como?

AgrocityA Agrocity é de Arroio do Meio e foi criada por dois amigos, o Rafael Cunha, que é radialista e estudante de jornalismo, e o Leandro Lange, que trabalha como músico, que se intitulam Agroboys. Acha que por causa das profissões eles não tinham nada a ver com o campo? E não tinham mesmo. Entraram para o ramo com a ideia de criar cogumelos, mas viram que era um mercado restrito e decidiram plantar hortaliças.

Os pedidos podem ser feitos pela página do Facebook, por e-mail e telefone e a entrega é feita um dia depois, sem cobrar valor adicional. Vale também seguir a page para ver as dicas que a dupla posta constantemente sobre a propriedade dos alimentos.

Localize-se
Agrocity Alimentos (Agroboys)
Facebook aqui
E-mail: 
agrocitya@gmail.com
Telefones/Whatsapp: (51) 8114-3097 / (51) 9501-8676

Horta PurperA Horta Purper participa da Feira do Produtor de Lajeado desde 2000 e no ano passado criaram um site e uma página no Facebook, onde recebem encomendas de frutas e verduras. Não gostou do que recebeu? É só guardar que eles efetuam a troca. O valor mínimo da compra é de R4 15 e a entrega custa R$ 7.

A maior parte dos produtos é produzida pela própria família Purper, em suas terras no bairro São Bento, em Lajeado. Uma minoria é comprada de pequenos produtores de confiança.

Uma das coisas mais bacanas da Horta Purper é que, além de comprar as frutas e verduras individuais, você pode encomendar kits prontos, que variam entre R$ 55 e R$ 100. Também é possível fazer uma assinatura por R$ 240 e receber, toda sexta-feira à tarde, a “feira” da semana em casa.

Localize-se
Horta Purper
Facebook aqui
Site: 
http://hortapurper.com.br/
Telefone:
(51) 3729-6888

Z

 

Cuisine: bolo integral de cenoura

CuisinePara quem, assim como eu, ama um bolo delicioso, mas sabe que a farinha branca e o açúcar são vilões na hora da refeição, os integrais são a melhor opção. Tenho pesquisado muitas receitas que substituem esses alimentos que nos fazem tão mal, por outros menos agressivos.

Claro que vale lembrar, não é porque é integral que necessariamente é menos calórico. Dependendo do que for, isso continua igual. O que muda é a “agressão” que o prato causará no nosso corpo.

Hoje vou compartilhar a receita deliciosa de bolo integral de cenoura. Esse tipo de bolo é quase um desafio. Cresci vendo a minha mãe tentar fazer e dando errado. Embatumava tudo e ele não crescia. Testei algumas receitas e essa foi a que mais deu certo para mim.

O segredo está, acima de tudo, na hora de assar. Ele precisa cozinhar lentamente e em temperatura média pra baixa. Assim, o fermento vai ter tempo de agir (a massa é pesada) e não corre o risco de ficar cru.

Bolo integral de cenouraIngredientes

  • 3 ovos
  • 2 xícaras de farinha de trigo integral
  • 1 colher de sopa de óleo de coco ou outro (pode ser o de soja ou canola, se não quiser gastar. A quantia é pequena e não afeta muito)
  • 3 colheres de sopa de iogurte natural
  • 1,5 xícaras de cenoura ralada
  • Meia xícara de chá de água quente
  • 1 colher de sopa de fermento em pó
  • 4 colheres de sopa de açúcar mascavo ou adoçante culinário (eu sempre prefiro o açúcar, que é natural)

Preparo

Comece batendo os ovos, a cenoura, o iogurte e o óleo na batedeira. Vá devagar para não espirrar tudo em você. Adicione a água, farinha e o açúcar ou adoçante. Bata até misturar e junte o fermento.

Leve ao forno pré-aquecido (eu faço isso antes de começar a receita, para ele estar bem quente) a 180°C, por aproximadamente 30 minutos.

Z

Layout: a linha casa de Marcelo Sommer

LayoutO flerte entre moda e decoração não é recente. Muitos arquitetos buscaram na moda inspirações para suas obras e muitos estilistas tiraram de obras arquitetônicas referências para suas roupas. Designers brasileiros como Alexandre Herchcovitch e Ronaldo Fraga já criaram linhas para casa, Gloria Coelho, Reinaldo Lourenço e a grife Animale já emprestaram suas estampas para enfeitar móveis.

O mais recente a entrar nesse grupo é Marcelo Sommer, que tem como principal característica uma moda jovem e criativa. A coleção, lançada em parceria com a Tok & Stok, mostra um pouco de suas assinaturas.

Sommer para Tokstok 1A inspiração de Sommer veio do folclore e artesanato europeu. Características folksy e nórdicas aparecem em influências portuguesas, polonesas e húngaras.

Sommer para Tokstok 2Os 50 itens, que vão de móveis a objetos de decoração, como papel de parede, louças, jogos de cama e quadros, ganham grafismos, pinheiros e alces, marcas registradas de Sommer na moda.

Sommer para Tokstok 3Os valores das peças variam entre R$ 12,50 e R$ 1850 e serão vendidoas em todas as lojas da rede pelo país.

Sommer para Tokstok 5O lançamento será hoje, portanto, quem gosta do trabalho do estilista e quer ter um pouco desse clima de casa de campo nórdica, tem que se apressar para garantir as peças preferidas.

Sommer para Tokstok 4Esses pratos com estampa de alce e as vasilhas com árvores já entraram pra minha lista de desejos. Contando as moedinhas para adquirir já!

Z

Tendance: botas de cano médio são puro amor

TendanceInverno retrasado foram os canos baixos, no modelo ankle que dominaram os looks das fashionistas. Este ano o over teve literalmente uma overdose, com os comprimentos acima do joelho. E na próxima temporada, é a vez do equilíbrio (tão querido e desejado). Os canos médios tomam conta dos looks mais bacanas de street style e serão o calçado desejo da vez.

Tanto passarelas quanto as ruas do Hemisfério Norte nos confirmaram isso. E mais: o comprimento não vem sozinho. Traz consigo o salto grosso. Ou seja, um calçado super confortável para fazer seu look ficar cool e usável das 8h às 00h, sem sofrimento, mas com muito estilo.

E como usar a trend que pretende conquistar os pés das fashionistas? Vem comigo que eu explico!

Bota + saia = dobradinha incrível

06b53b955c5efe800272e1a6384ceb71Seja lápis, mini, midi, não importa. O negócio é que a sua bota vai ficar incrível se coordenada com uma saia. Veja qual seu modelo favorito, que favorece sua silhueta, e se joga, amiga!

Meia calça anti frio

bf0ef0c87b68126e8233faa8e0868ccf“Mas é muito frio pra usar saia e bota cano médio.” Sem problemas, a solução está na boa e velha meia calça. Quanto maior o frio, mais grosso é o fio (ih, rimou!). Essa também é uma solução para quem tem pernas curtas. Mas isso vou falar lá na frente.

Com calças, como faz?

d29c1c04f3383092b49274c9abdf2970Sim, esse modelo de bota também fica muito bacana com calça. Olha que charme quando ela é curta. Ou senão, pode apostar numa skinny usada por dentro, que não tem problema. Uma mais larga, estilo boyfriend, pode ter a barra dobrada, que dá um efeito super bacana.

E as baixinhas?

bad3565e853a4d0f41d5b1eeedb4e762Sim, as baixinhas ou meninas com pernas mais curtas que o tronco, podem estranhar no começo, mas a solução é mais fácil do que se imagina. Basta usar uma calça ou meia calça da mesma cor da bota. Assim vai criar o efeito da perna alongada, e você vai se sentir super à vontade. Mas prestenção, é tudo uma questão de proporções. Pode ser que você prove de outras maneiras e o efeito fique tão legal quanto e, daí, pode usar tranquilamente.

É, a musa do verão…

ef2cb52bad20cd8268cbab41e8c4548a“Vi na loja, amei e comprei. Posso usar mesmo no calor?” Claro que sim, gata! Use com shortinhos, vestidinhos, sainhas, looks super leves, sem medo algum. Se você não estiver com muito calor nos pés, não tem motivo para abdicar da sua nova bota desejo.

E ai, vai de cano médio?

Z

Guide: Gastronomia Livre em Estrela

GuideSegundo Julia Child, pessoas que amam comer são as melhores pessoas. E quem acompanha esse blog, sabe que essa paixão é presença constante por aqui. A onda de food trucks e festivais de comida de rua tomou o mundo. E é bacanérrimo. Vários “pequenos restaurantes” juntos, oferecendo comida bem planejada, a preços acessíveis, em um clima de descontração super agradável. Tem coisa melhor?

Gastronomia Livre

O Gastronomia Livre chegou ao Vale do Taquari ano passado e já vai para sua quarta edição. Depois de três vezes mostrando boa culinária em Lajeado, é a hora de Estrela receber os chefs e cozinheiros. O evento vai rolar dia 6 de dezembro, das 11h às 22h, na Praça da Matriz. Por enquanto estão confirmados 11 trucks e barracas, mas ainda podem surgir mais.

Quer saber qual o cardápio da vez? Vem ver!

BRUXELAS
Waffle com molho bechamel a base de provolone, calabresa, mussarela gratinada, rúcula e tomate seco – R$ 15,00
Waffle com sorvete de creme, chantilly, morango ou banana e calda de chocolate belga – R$ 15,00
Capuccino – R$ 4,00
Café expresso – R$ 3,00
Chocolate quente – R$ 4,00

ESPÍRITO RADICAL
Burger de vazio com cheddar e barbecue – R$ 15
Double burger de vazio – R$ 20

EXPRESSO GOURMET
Fritas tradicionais – R$ 10 / R$ 15
Fritas Gourmet – R$ 20
Frango frito – R$ 20
Hot Dog Gourmet – R$ 20
* porções gigantes
Crepe Francês – R$ 15

FEITOSA FOOD TRUCK
Poutines (tigela de batatas fritas cobertas com molho à base de caldo de carne, roux e queijos brancos derretidos, típica do Canadá) – R$ 15
Bolinhos de arroz com molho à base de caldo de carne e roux – R$ 15

MARIA & FUMAÇA
Pancho tradicional: Pão especial, mussarela e provolone aquecidos na chapa, salsicha da fronteira e chimichurri – R$ 15

Pancho Choripancho: pão especial linguicinha fina, base de maionese, pimentões vermelho, amarelo, orégano e cebola puxados na manteiga, chimichurri – R$ 15

PETRA KRUGER
Currywurst: Salsichas estilo Bierwurst, acompanhadas de batatas fritas e molho de tomate com especiarias, salpicadas com curry – R$ 15

TRATTORIA SOBRE RODAS
15 variedades de massas e molhos – R$15

TACO FOOD TRUCK
Pizzas brotinho – R$ 15

TRIO CUISINE
definindo menu

STREETSBURGUER
Double burger de picanha com double queijo mozzarela e maionese de ervas finas – R$ 15,00

CONSUELA’S
Brownie de chocolate branco e chocolate preto – R$ 7,00

BEBIDAS:
Água
Refrigerante
Cerveja artesanal HBier

Tem comida para todos os gostos, do bom e velho hot dog a pratos mais sofisticados. Ah, em caso de chuva o evento será adiado. Mas vamos torcer para os dias ensolarados de primavera prevalecerem.

Z

Shop: preto e branco

ShopOntem falei sobre como driblar a crise e manter o estilo. Pensando nisso, decidi fazer o Shop de hoje sobre preto e branco. Fala sério, tem combinação de cores mais atemporal que essa? Claro que nem todo mundo gosta (Hellow, toda unanimidade é burra!), mas é um quebra-galhos pra aqueles dias que não temos muita inspiração, ou então, um desafio para sairmos do lugar comum e criarmos composições incríveis.

Mesmo sendo clássicos, o preto e branco podem ser considerados uma das tendências da vez. Na onda de movimentos como o normcore, os tons neutros ganharam muito mais atenção e espaço nas coleções. Para quem quer investir nesse duo de cores, fica a lista de produtos da semana, tanto para as meninas quanto para os meninos.

Feminino

ee9dbfba02cd87d4aebb99d4eba1cbabSaias, calças, vestidos, seja dia ou noite, o P&B cria efeitos incríveis nos looks femininos. Aposte na qualidade, porque essas peças podem nunca sair de moda.

IMG_7970Tem pra baladeira? Tem, sim senhor! Aposte nas texturas para tirar a peça do lugar comum. Vestido Coca Cola Jeans, R$ 178, na Tribo Lajeado

IMG_8111Pra levar um pouco do clima esportivo pros looks do dia a dia, o shortinho de corrida é uma ótima opção. Short Redley, R$ 185, na Tribo Lajeado

IMG_8087Camisetas largas podem ir para o trabalho, sim. Basta terem um tecido mais arrojado e detalhes que a tornem elegante. T-shirt Redley, R$ 159,90, na Tribo Lajeado

IMG_8113Shortinho com carinha de oriental, com fita na cintura pra ajustar quando o #ProjetoVerão pegar. Quem disse que P&B é sem graça, mesmo? Short Redley, R$ 205, na Tribo Lajeado

IMG_8051Aquela camiseta basiquinha, com estampa super trend, pra usar com shortinho ou sainha. Sim ou com certeza? T-shirt Coca Cola Jeans, R$ 88, na Tribo Lajeado

IMG_8099Toda garota ixperta sabe que a saia midi tá em alta. Vai pro trabalho e pra balada, com listras combina com salto e sapatilha. Vai onde? Saia Coca Cola Jeans, R$ 198, na Tribo Lajeado

Masculino

ad7090cb7bc3a9c4f3f5412ef3d4d517Para todos os momentos, o preto e branco deixa o homem arrojado (além de diminuir muito o risco de erros).

IMG_8042Quase uma pintura abstrata, essa camisa é puro charme. Dá pra usar com jeans ou com calça chino, no trabalho ou na balada. Camisa Calvin Klein Jeans, R$ 279, na Tribo Lajeado

IMG_8021Minha terra tem palmeiras, onde canta o sabiá… Brncadeira sem graça, mas camiseta cheia dela. T-shirt Coca Cola Jeans, R$ 158, na Tribo Lajeado

IMG_8117Esqueça aquele xadrez clássico e over. Aposte num P&B, muito mais charmoso. Bermuda Calvin Klein Jeans, R$ 359, na Tribo Lajeado

IMG_8024Estampa figurativa pra fazer uma graça e arrasar no look verão. Vai com bermuda e vai com calça. Quem encara? Camisa Redley, R$ 275, na Tribo Lajeado

Seja mais pro preto ou mais pro branco, não importa. O que realmente interessa é que você vai arrasar com esse duo.

Z