Preciso organizar a minha vida I

Marie KondoSim, a partir de agora teremos uma série de posts sobre organização aqui no blog. Explico de onde surgiu a ideia. Nunca fui uma pessoa super organizada. Agenda nunca fez parte da minha rotina (na época da escola eu ia adiando para estudar até o dia da prova), meu quarto sempre teve muita coisa acumulada, mesmo quando eu não tinha dinheiro para comprar. No entanto nunca fui aquela pessoa que esquece de um compromisso (e sou muito pontual), ou perde as coisas por ai. Mas o fato de muitas vezes ter que “correr atrás da bagunça”, sempre me incomodou.

Estou com 26 anos, sem um emprego fixo, me virando nos freelas da vida, e com um monte de coisas acumuladas no pequeno espaço do meu quarto, que também serve como meu home office. Tenho mania de juntar livros, revistas, DVDs, papeis, sem falar nas roupas. A “mania” mais recente foram porta retratos. Comprei tantos, que não tenho nem onde colocá-los. Passei da fase de comprar à toa (me orgulho de estar há mais de um mês sem adquirir um objeto ou peça de roupa sequer – a não ser o livro da Marie), por isso, me sinto preparado para dar mais esse passo de encontro à organização.

Quando penso na origem dessa mania de acumular coisas, percebo que minha família tem forte influência nisso (e se Deus quiser, minha mãe não lerá esse post). Minha avó tem mania de guardar coisas, de potes novos a roupas que nunca usará. Minha mãe acumula muito. Uma caixa, por menor e mais feia que seja, ela guarda porque um dia poderá precisar. Não entendo sua fixação por garrafas. Ela tem uma coleção enorme em cima da cristaleira na sala.

Na minha infância eu tinha mania de juntar papeis. No fim de ano uma das maiores farras para mim era receber os trabalhos feitos para guardar as folhas e, quem sabe, um dia usar. Meu lugar preferido para brincar era um depósito de bagunças que tínhamos nos fundos de casa. Tudo que não era usado pelos outros era motivo de festa para mim. Quando comecei a ganhar meu próprio dinheiro, comecei a comprar quase compulsivamente os itens que citei acima.

Mas chega num ponto da vida que você para e pensa: e por que tudo isso? Para onde esse acúmulo e essa desorganização vão me levar? Foi então que, lendo uma revista, conheci um pouco mais sobre o trabalho da Marie Kondo. Seu método era descrito como quase infalível e fiquei muito atentado a comprar seu livro, A Mágica da Arrumação.

IMG_5901Ontem durante um dos meus muitos surtos de “eu preciso mudar algo na minha vida”, pesquisei na internet o livro e encontrei por R$ 14,90. Porém, somando o frete e pensando na demora para chegar, decidi comprar numa papelaria da minha cidade por R$ 24,90. Para quem não conhece, Marie Kondo é uma profissional da organização que desde os cinco anos busca técnicas eficazes para manter tudo em dia.

Seu sucesso é tanto que tem uma lista de espera de três meses, o livro já vendeu mais de 2 milhões de exemplares ao redor do mundo e sua técnica é usada tanto por pessoas quanto por empresas. A ideia é que seja tão eficaz, que o cliente não precise chamar Marie novamente. Diferente de outros métodos, o KonMari prega que devemos jogar fora aquilo que não nos desperta sentimento algum. Objeto por objeto devemos nos questionar se ele traz alegria e, caso a resposta seja negativa, descartar.

Comecei o livro hoje e já sinto a vontade de começar a mudar muita coisa no meu quarto. Concordo quando ela diz que, se não for através do descarte, apenas estamos dando novas maneiras de armazenar o que acumulamos, talvez de um modo mais organizado, mas sem se desfazer da bagunça. E é partindo deste princípio que vou aplicar as técnicas de Marie. O que não me faz feliz, não precisa estar na minha vida. Quem sabe assim consigo me reencontrar profissionalmente, perder os quilos que tanto almejo e ter uma rotina mais leve?

A estrada vai ser longa e faço questão de compartilhar tudo por aqui e na página que criarei no Facebook com o mesmo nome deste post. Quem quiser acompanhar – e, quem sabe se inspirar – será muito bem vindo. Prometo ser sincero e mostrar até mesmo os deslizes, porque, por mais que não exista perfeição, estamos sempre em busca dela e isso só acontece errando. Sejam bem vindos à missão Preciso Organizar a Minha Vida e até o próximo post!

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s