Pegue a pipoca: Medianeras

Medianeras 1Pode ser que você nunca tenha ouvido falar, mas a Argentina tem uma indústria de cinema bem bacana. As verbas são muito menores que as do cinema brasileiro. No entanto, as histórias são interessantes, na maioria das vezes. Conheci o filme Medianeras por acaso. Minha paixão por Buenos Aires me fez buscar pela cidade no Netflix, e lá estava: Medianeras – Buenos Aires na era do amor digital, com direção e roteiro de Gustavo Taretto. Decidi arriscar e assistir. Foi amor nos primeiros minutos.

Medianeras é o nome dado às laterais dos prédios sem janelas, que acabam sendo vendidas para publicidade. O longa inicia com diversas cenas da arquitetura da cidade, que mescla o antigo e o novo. O que não falta em Buenos Aires, assim como em todas as grandes cidades do mundo, é gente se sentindo sufocada. É o que acontece com Martin e Mariana, dois moradores de apartamentos muito pequenos na Avenida Santa Fé, que sequer se conhecem.

No decorrer da história, Martin e Mariana buscam por algo em comum, o amor. Ele foi abandonado pela ex-namorada, que se mudou para os Estados Unidos. Ela acabou de sair de um casamento e volta ao seu apartamento da época de solteira. Durante toda essa busca, conhecem muitas pessoas, mas nenhuma delas é a certa. Cheios de manias, não se adaptam fácil a outras pessoas e se sentem como se estivessem buscando pelo personagem Wally, referência constantemente citada, em um grande livro da cidade.

Medianeras 2Mesmo se cruzando em diversos momentos do filme, seja com ela acabando de arrumar uma vitrine e ele passando em seguida e olhando os manequins atentamente, ou aguardando para atravessar a rua, passam todo o longa sem se encontrar. Afinal, como diz o slogan original, como encontrar o amor sem saber onde está?

Um momento que parece definitivo (mas não é), é quando ambos decidem quebrar as regras e abrir janelas em suas medianeras. Ele fica em um anúncio de cuecas e ela, ao lado de uma enorme seta. Acham graça ao verem um ao outro em tais situações, mas a vida segue. Mesmo sabendo que o final será com os dois juntos, tal construção da história faz o público questionar se isso realmente acontecerá.

Juntos ou não, Martin e Mariana são personagens que, mesmo tristes na maior parte do tempo, cativam. Assista ao trailer e não perca tempo de procurar Medianeras no Netflix. Uma história de amo moderna, com uma cidade apaixonante como protagonista.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s