As surpresas da moda

Balmain 4A moda é constantemente marcada por mudanças. O que era cool há seis meses, hoje pode não ser mais. A comunicação desse segmento não é diferente. Depois de décadas de modelos super montadas, com um carão super artificial e um luxo gritante, vieram tempos onde o básico predominava. Em tempos de crise, as marcas prezavam por mostrar mais a roupa, aliada com a popularidade de suas estrelas. Atualmente, em tempos que Jeremy Scott usa as passarelas da Moschino para criar caricaturas da sociedade moderna, apresentando desfiles inspirados em fast food e Barbies, o bom humor, ou um olhar menos sério sobre o mundo fashion, parece ser o boom do momento.

Na campanha da Balmain masculina (foto acima), nenhuma top model ou bomshell ganhou destaque, mas sim o casal, que pode ser considerado o do ano, Kim Kardashian e Kanye West, ou Kimmye para os fãs mais chegados. Segundo a marca, eles são o novo moderno, representam algo além das roupas, com seu amor e amizade. Segundo Olivier Rousteing, foi uma honra tê-los como a cara da temporada de verão 2015.

Dolce 3O que três velhinhas sorridentes teriam a ver com uma campanha de moda? Analisando friamente, com o pensamento de que o segmento busca comunicar o eterno desejo da juventude, por isso se usam cada vez modelos mais jovens, não combinariam nada. Mas a Dolce e Gabbana decidiu inovar. Levou para sua campanha de verão 2015 personagens com idade para ser avó de muitos clientes, ou aquela vizinha italiana, que muitos têm e falam quando vão à padaria.

O mote da campanha é “A risada de uma mulher em qualquer idade é sinônimo de pura beleza” e demonstra que não importa o tempo, o que importa é o que somos e como nos sentimos. Assim como Kim e Kanye, as velhinhas não estão dentro do padrão condicionado por um seleto grupo de moda. São pessoas comuns (no caso do casal, com o status de celebridade), mas que consomem tanto moda quanto as pessoas altas e esguias, que prega o senso comum.

É animador ver um novo momento neste mercado. Chega de padrões inalcançáveis, pela busca pelo corpo da Kate, o cabelo da Gisele ou as pernas da Naomi. O momento pede que sejamos nós mesmos e, mais do que nunca, confiar em nós mesmos, valorizar nosso gosto pessoal e dar de costas para os ditadores da moda de outrora que tanto pregam padrões e regras que, por certo, jamais deveriam ter existido.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s